Livros

A vingança de Mara Dyer

16:46



Sinopse: A série mescla paranormalidade, conspiração e romance para contar a história de uma adolescente com poderes especiais. Elogiada pelas autoras das séries Divergente e Instrumentos Mortais, Michelle Hodkin cria aqui uma trama surpreendente, onde nada é o que parece. Depois de descobrir que consegue matar apenas com o pensamento, assim como seu namorado é capaz de curar com a mesma facilidade, Mara Dyer é capturada por uma inescrupulosa médica, que a faz passar por uma série de testes e experimentos. Mas Mara não está sozinha. Outros jovens com poderes igualmente extraordinários são usados como cobaia. Com a ajuda deles, e de um velho inimigo, ela consegue fugir e parte em busca de vingança.

Falar sobre esse livro não vai ser nada fácil, mas vou fazer o possível para compartilhar tudo o que senti durante a leitura de “A vingança de Mara Dyer”. Ah, tentarei ao máximo evitar spoilers, ok?

Para começo de conversa, preciso admitir que senti um pouco de dificuldades durante a leitura. Essa é uma série com muita, mas muita informação e o espaço entre os livros complicou minha vida, pois muitas vezes me vi um pouco perdida por não lembrar de alguns detalhes dos livros anteriores. Se você ainda não leu a série, tente deixar o mínimo de espaço entre uma leitura e outra, pois acredito que isso fará muita diferença na hora de encaixar as pecinhas.

Nesse terceiro volume, finalmente vamos entender tudo o que está por trás do “Horizontes”, quem são os vilões e quem são os mocinhos. Em um determinado momento me senti perdida e até pensei que a autora criou tanta confusão que seria impossível terminar bem. Mas terminou. Michelle Hodkin conseguiu amarrar cada ponta da trama e tudo que aconteceu ao longo dos três livros fez sentido no final. 

O único ponto negativo foi que próximo ao fim a autora enrolou um pouco. Sabe quando está rolando uma cena cheia de ação, alguém precisa morrer ou alguém precisa ser salvo? Então, uma situação nesse nível durou umas 5 páginas! Chegou um ponto em que me senti incomodada com a enrolação. Mas fora esse trecho, o restante do livro passou muito, mas muito rápido.


O que mais gostei no livro foi que tudo teve um sentido e uma explicação. Em alguns momentos as loucuras de Mara são tão intensas e bem descritas que até eu me senti um pouco fora da casinha (De verdade!). Em uma mistura de sangue, crueldade, romance e um toque sobrenatural, “A vingança de Mara Dyer” foi o fechamento perfeito para uma trilogia diferente e muito legal. 

Você pode gostar disso

0 comentários

Obrigada pela visita!

Sinta-se em casa e se gostar do post, não esqueça de comentar.

Beijos!

Último vídeo

Assista também: