Bertrand Brasil

Livro: Sal

16:48


Sinopse: Quando Tarl é capturado e escravizado para trabalhar no Sal Profundo, seu filho Hari promete resgatá-lo. Corajoso e inteligente, este cruza o caminho da bela Pérola e de sua talentosa criada, Folha de Chá. Hari e Pérola logo percebem que, juntos, devem descobrir os segredos do Sal Profundo. E esta longa jornada por terras ermas se torna muito mais do que uma missão para salvar Tarl — afinal, o mundo está à beira de um terror sem precedentes.

Sal é uma aventura eletrizante, repleta de magia e perigos. Tiranos cruéis, ratos mutantes e pessoas capazes de controlar mentes formam um enredo único e arrebatador. Fãs de livros como Guerra dos Tronos e Crônicas do mundo Emerso, certamente irão adorar.

Sem dúvidas o que mais gostei no livro foi o enredo. É tudo muito novo, diferente, e a mistura de batalhas, mutações e o toque de magia ficou melhor do que esperava. A ambientação foi muito bem feita e a medida que lemos é possível imaginar com detalhes cada canto da cidade e das minas de Sal. Gosto quando os autores conseguem nos inserir no ambiente sem precisar de narrativas longas e detalhadas. 

Outro ponto positivo esta relacionado aos personagens. Hari é o rapaz pobre, criado nas tocas e que já presenciou todo tipo de violência. Pérola, apesar de ser uma menina rica, está longe de ser delicada e submissa. Folha de chá faz parte de um povo antigo e sábio. Os três partem uma jornada cheia de perigos e a cada capítulo é possível perceber o quanto um personagem complementa o outro. Apesar de não gostar de Hari, por ser  muito violento e teimoso, adorei as outras duas personagens, é impossível não se encantar com a coragem de Pérola e a sabedoria e bondade de Folha de Chá.

Algo que me incomodou no livro foi o final. O ultimo capitulo foi muito corrido e a sensação que tive foi de que a autora tentou fazer com que coisas que poderiam acontecer ao longo de todo livro,  acontecessem de supetão no final para poder acabar da forma “certa”. Apesar de ser uma trilogia, o final não deixa um gancho interessante para  a continuação. A vontade de acompanhar vem exclusivamente de ter gostado do livro, e não por curiosidade.


Apesar de não ser um livro leve, Sal é uma leitura rápida e dinâmica. Com muita ação e surpresas, sem dúvidas é um livro que vai conquistar os fãs do gênero.



Título: Sal - Série: Trilogia do Sal Profundo - Autor: Maurice Gee - Editora: Bertrand Brasil - Páginas: 196

Você pode gostar disso

0 comentários

Obrigada pela visita!

Sinta-se em casa e se gostar do post, não esqueça de comentar.

Beijos!

Último vídeo

Assista também: