Resenhas

Resenha: Coração Artificial

13:00

Gabriel vem de família rica, adora carros, velocidade, curtição, e tenta a todo custo mostrar ao pai que tudo o que quer é ser livre e não seguir a vida que seu pai planejou. Alícia, por outro lado, é uma jovem simples e muito inteligente. Sua família é humilde e acabaram decidindo mudar de cidade com ela quando a moça ganhou uma bolsa de estudos para a melhor e mais cara faculdade da região. A mesma que Gabriel estuda.

"Eu era 95 por cento aves voando em bando nas cordilheiras próximo à minha casa. Mas quando estou no universo que meu pai rege, aí eu me sinto uma personagem secundária e sem importância – o que é frustrante, considerando que é da minha história que estávamos falando." Pg 10.

O nome do livro não se trata de uma metáfora. O pai do Gabriel é um bioengenheiro dono de uma empresa que fabrica órgãos artificiais. Daí o título. E é esta mesma profissão que o pai impõe para que o filho siga. Na enorme mansão da família vivem apenas Gabriel, seu pai e uma empregada que cuida de jovem desde quando ele era criança. Sua mãe os abandonou há muitos anos, e mesmo depois de tantos anos ele ainda não superou isso, mas se faz de durão para não transparecer seus sentimentos a ninguém.

Os dois jovens vivem em muitos totalmente diferentes e Gabriel não exita em nos dizer isso várias vezes. Porém, parece que o destino pensa diferente e quer que os dois se encontrem. Primeiro na faculdade, onde Gabriel ajuda ela a recolher seus livros que caíram no chão, e depois em um bar da cidade onde ela esta cantando. Assim Gabriel se vê intrigado todas as vezes que vê Alícia. Não demora muito e você se vê torcendo pelos dois e esperando que tudo se ajeite entre eles, porque, estranhamente, todos próximos à eles estão se esforçando demais para tentar afastá-los.

A trama é narrada em primeira pessoa, e quem nos conta tudo é o próprio Gabriel. Não demorou muitas páginas para eu me apaixonar pelos personagens, principalmente por ele, que ao longo da história tenta se mostrar um jovem durão, mas que na verdade é sensível e que só precisa de mais atenção, principalmente da parte do pai.

O um único defeito que senti na trama é onde Gabriel, apesar de dizer que sua vida é regada à "carros em alta velocidade, a música alta, a bebida, as garotas... " não viver realmente isso nas paginas do livro. Confesso que senti falta disso. Senti o personagem certinho demais e fiquei com vontade de vê-lo cometendo mais loucuras.

A autora tem uma leveza incrível para nos contar a vida dos personagens. O livro é composto de vários capítulos curtos, o que faz com que a leitura seja bem rápida e fluída. A mensagem que a autora nos trás é incrível e nos inspira a querer correr atrás dos nossos próprios sonhos, encontrar nosso caminho, e não deixar que os outros façam este tipo de escolha por nós.

A trama tinha tudo para ser um completo clichê e era bem isso o que eu esperava dela, mas Viviane nos trás uma obra completamente inovadora, com tanta emoção em suas palavras que é impossível parar de ler.



Título: Coração Artificial - Autora: Viviane L Ribeiro
Editora: Multifoco - Páginas: 303

Você pode gostar disso

0 comentários

Obrigada pela visita!

Sinta-se em casa e se gostar do post, não esqueça de comentar.

Beijos!

Último vídeo

Assista também: