Cinema

[FILME] Drácula – A História Nunca Contada

13:00

Título Original: Dracula Untold
Lançamento: 23 de Outubro de 2014
Direção: Gary Shore
Duração: 92 minutos
Gênero: Fantasia


Em Drácula – A História Nunca Contada, conheceremos Vlad Tepes, príncipe da Transilvânia. Os habitantes dali sempre foram inimigos dos turcos e vivem em batalhas há muito tempo e sempre lhes cobravam altíssimos impostos, mas que o príncipe não se preocupava em pagar, já que isso afastava eles de perigos maiores. Foi com os turcos que Vlad aprendeu a guerrear, e também foi no exército deles, antes de se tornar príncipe da Transilvânia, que ele ganhou fama e aprendeu tudo o que sabe sobre batalhas.

Depois de quase 10 anos vivendo em paz nas terras dele, Mehmed, rei dos turcos, exige que as 100 crianças sejam entregues a ele para fazer parte do seu exército. O fato de ter guerreado ao lado de Mehmed, faz com que ele acredite que terá chance de se livrar deste pedido, mas Mehmed não quer abrir mão de seu exercito por um pedido de seu amigo antigo. Logo de início Vlad se recusa em abrir mão das crianças da sua terra, mas quando vê que não conseguirá se livrar, ele inicia uma outra guerra contra seus inimigos. Ao descobrir a existência de um ser das trevas que habita próximo a ele, ele não exita em pedir-lhe ajuda.


Vlad descobrirá que este ser é um vampiro, e é neste vampiro que ele vê a chance de se livrar dos seus inimigos. Ele está disposto a beber o sangue deste monstro para se tornar também um vampiro com todo o poder sobre-humano que tem direito.



Achei muitas falhas em todo o enredo do filme. Falhas que realmente me incomodaram, como por exemplo o fato de Vlad, já transformado em vampiro, não sentir vontade de beber sangue, apesar de estar matando milhares de pessoas. E complementando isso, o fato de a maioria das batalhas quase não ter sangue. Apesar disso, o filme é bom. Luke Evans e Dominic Cooper atuaram de forma excelente, e fizeram jus aos seus papéis, já Sarah Gadon quase não bilha em seu papel, representando uma mulher tão simples e submissa que, acredito que se na metade do filme tivessem trocado de atriz, eu nem teria reparado. 


Você pode gostar disso

0 comentários

Obrigada pela visita!

Sinta-se em casa e se gostar do post, não esqueça de comentar.

Beijos!

Último vídeo

Assista também: