Livros

Niki leu: Brilho

13:00

Sinopse:  A Terra não existe mais, e em duas naves que procuram um novo mundo no espaço, uma menina de 15 anos precisa casar e engravidar para garantir a sobrevivência da humanidade. Enquanto isso, uma sucessão de acontecimentos eletrizantes torna a jornada pelo espaço algo absolutamente imprevisto.



Um dia você vê esse livro na livraria e ele tem uma das capas mais bonitas, com foto bonita, cores bonitas e glitter. Ele rouba na hora a sua atenção, mas você lê a sinopse e desiste. Esse processo se repete por meses até que um dia você resolve arriscar.

Foi assim que comprei esse livro. Temos a nossa protagonista Waverly, que é um dos tipos de protagonistas que mais gosto, forte, heroica, inteligente e sem mimimis. Ela vive da Empyrean, uma nave gigantesca que reproduz de forma parcial o planeta terra. Lá existem ecossistemas, vida e normas que formam um verdadeiro mundo flutuante.
Waverly namora Kieran, o possível futuro capitão da nave e, logo no início da história, ele a pede em casamento. Mas 

Waverly tem quinze anos, certo? Essa foi a barreira que me impediu de ler a história antes, não imaginei que uma protagonista tão jovem pudesse conferir à história a maturidade que me atraísse.

Eu estava errada. Primeiro, tive que deixar de lado meus conceitos de idade e entender que aquele era outro mundo. A humanidade precisa sobrevive, a “procriação” é necessária, então quando Waverly diz sim, você compreende.

Para minha surpresa, o que tinha tudo para ser um romance adolescente, se torna uma história de sobrevivência acima de tudo.

Seria um erro dizer que não há romance, mas ele é tão sutil que fica de lado, por incrível que pareça, gostei disso. Waverly gosta de Kieran, mas nunca ficou muito claro a profundidade de seus sentimentos, em contra partida, temos Seth, o cara misterioso e não convencional por quem ela sente algo.

A interação entre Sethe e Waverly é mínima, mas senti algo mais verdadeiro do que o relacionamento dela com o Kieran.

A rotina metódica de sempre é interrompida quando a Empyrean sofre um ataque de outra nave, a New Horizon e, com isso todas as meninas são levadas e os adultos são presos. A história se divide então em dois núcleos, as meninas, que tentam se libertar e os meninos que precisam não só sobreviver na nave danificada como também encontrar um modo de resgatar o restante de tripulação que sobreviveu.

Todas as mulheres na New Horizon tornaram-se estéreis e para tanto foi criado um plano -desprezível-  para que as garotas da outra nave pudessem salvá-los da extinção. E é desse assustador cenário que Waverly precisa fugir.

O livro é sufocante, do tipo que te faz prender a respiração e ter medo de ler as próximas páginas. As pessoas nunca são o que parecem e ao fim do livro, a única pessoa em quem eu confiava era a própria Waverly.

Arrependi-me muito de não tê-lo lido antes, mas o lado bom é que a continuação já está disponível e é o meu próximo item da lista de leitura.




Título: Brilho
Autora: Amy Kathleen Ryan
Editora: Geração Jovem

Páginas: 354

Você pode gostar disso

0 comentários

Obrigada pela visita!

Sinta-se em casa e se gostar do post, não esqueça de comentar.

Beijos!

Último vídeo

Assista também: