Livros

Niki leu: Enquanto eu te esquecia

22:50

Sinopse: O que a memória apagou, o coração recorda... Lucie Walker não se lembra de quem é ou como foi parar nas águas geladas da Baía de São Francisco. Encaminhada para uma clínica psiquiátrica, ela aguarda até que um homem chega afirmando ser seu noivo. Entretanto, com seu retorno para casa, essa mulher sem memória vai tomando conhecimento de sua personalidade antes do acidente, da pessoa controladora, fria e sem vida que era, e dos segredos da infância e da família, assim como da situação do noivado e dos mistérios que podem ter provocado o acidente. Será que ela quer isso de volta? Será que essa nova Lucie conseguirá manter o amor por Grady, ou a oportunidade de recomeçar será sua salvação? Intenso, franco e incrivelmente emocionante, Enquanto eu te esquecia é um livro delicado, que nos questiona sobre a maneira que vivemos e nos lembra que sempre temos uma nova chance de ser feliz.

Primeiramente, eu estava preparada para drama. Todo tipo de drama, desde  aquele “Quem eu sou e de onde vim?” até o “Você gosta mais do antigo eu do que de mim!”.

Quero dizer, a mulher tem amnésia, e logo que é recolocada em seu ambiente natural, o previsível é que comece a questionar toda a sua existência e se perca em uma crise de identidade.

Felizmente isso não acontece! O livro é dinâmico, identificável, emocionante e ainda que seu coração se aperte em alguns momentos, logo você respira novamente. 

Lucie está em um hospital psiquiátrico. Ela não se lembra de nada de sua existência, mas todos os pequenos pedaços de seu “eu” não parecem se encaixar à sua personalidade. Seu cabelo de corte moderno e estranho, suas roupas de grife, sua bolsa absolutamente cara recheada com produtos ainda mais caros e supérfluos...

Para que tudo isso? Lucie não parece muito perturbada, e ainda que tenha curiosidade, ou melhor, ainda que necessite desesperadamente saber quem é, ela não deixa de viver a vida que tem agora.

Eis que aparece Grady, seu noivo. Mesmo sem lembranças, ele lhe desperta alguma coisa que ela não consegue identificar, longe do desagradável.

Pelo menos até a metade do livro, o protagonista é Grady, que se mostra absolutamente paciente, gentil e apaixonado. Mesmo com todos os problemas e mudanças de personalidade, essa é a sua Lucie, ele a ama e vai lutar por ela. E é isso que vemos, ainda que seu método possa se mostrar um tanto controlador e omissivo. Apesar de já terem um passado, foi como observar o início de uma história de amor.

A questão é que Lucie nunca foi uma pessoa fácil, nunca contou nada muito significante de sua vida, não tinha amigos, não era solidária. Uma verdadeira máquina bem sucedida e consumista cuja única brecha era Grady.

A nova Lucie é seu completo oposto, sociável, engraçada, inocente e absolutamente mais relaxada. Mas mesmo assim, ela precisa descobrir do que estava fugindo, a razão de ter perdido a memória.

A partir dessa busca, torna-se uma tortura deixar o livro. Lucie tem um passado, do qual resultou a pessoa fechada que fora anteriormente e, ao descobri-lo, sofremos junto com ela. O legal nesse livro é isso, sobre a perspectiva da Lucie 2.0 é como se estivéssemos descobrindo o começo de tudo. Ou como se a Lucie estivesse lendo a história em nosso lugar.

A gora a parte ruim, que não é necessariamente ruim, apenas um inconveniente para quem não gosta de finais abertos... O final do livro deixa pontas soltas, o que sempre me passa a sensação de que o autor estava com a entrega atrasada e escreveu qualquer coisa. Não aquela sensação de “Mas já acabou? Está muito bom para acabar assim!”, mas a de “Ops! Acho que está faltando páginas...”. E só por isso, o livro perde uma estrela.





Título: Enquanto Eu Te Esquecia
Autora: Jennie  Shortridge
Editora: Única

Páginas: 384

Você pode gostar disso

1 comentários

  1. Van/Blog do Balaio21 de março de 2014 08:14

    Comecei a ler ontem a noite este livro e já avancei bastante, estou bem empolgada com a leitura e acredito que no final das contas será um 4 ou 5 estrelas para mim também!!!

    Beijão, Van - Blog do Balaio

    http://balaiodelivros.blogspot.com.br/2014/03/nevoa-alice-von-amerling.html

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!

Sinta-se em casa e se gostar do post, não esqueça de comentar.

Beijos!

Último vídeo

Assista também: