Livros

Resenha: Princesa Mecânica

13:57



Sinopse: O mistério que liga Tessa Gray ao Magistrado continua indecifrável. Por que Mortmain precisa tanto de Tessa para fechar o quebra-cabeça das Peças Infernais? Além de tudo, enquanto luta para descobrir mais sobre o próprio passado, ela acaba se envolvendo cada vez mais no mundo dos Caçadores de Sombras e num triângulo amoroso que pode trazer consequências nefastas para todos que ela ama.

O final de uma trilogia incrível, só poderia ser mais incrível ainda. Cassandra Clare fez de “Princesa Mecânica” uma obra prima que nos faz ficar vidrados do começo ao fim. 

“As peças infernais” é uma das minhas séries favoritas e até gosto mais do que “Instrumentos mortais”.  No começo fiquei triste por estar lendo o último livro, mas sinceramente, a autora fez um trabalho tão bom que sinto que ler o ultimo livro foi como ganhar um presente surpreendente.

Durante a leitura somos pegos por rumos inesperados, reviravoltas e situações cheias de adrenalina. O destino dos personagens foi encaminhado de forma lenta ao longo da trilogia, mas no último livro, acontecimentos inesperados mudam completamente os destinos que pensávamos estarem resolvidos. Alguns morrem, outros ressurgem e ainda tem os que mudam de personalidade, enfim, o enredo é repleto de surpresas.

Como todo bom final de série, “Princesa Mecânica” tem ação e suspense desde as primeiras páginas. Em alguns momentos foi preciso parar e respirar, antes de prosseguir nessa aventura que foi, sem dúvidas, ainda mais sombria e sangrenta do que as outras. Todos os fatos ficaram bem amarrados e a conclusão foi feita com maestria para nos surpreender, emocionar e até chocar.

Um ponto negativo no livro, que não o desmerece, mas que deve ter a atenção de todos é que no inicio existe uma árvore genealógica das famílias Castairs, Herondale e Lightwood. Sugiro que você não veja a árvore genealógica antes de ler o livro, pois ela apresenta spoilers sobre o destino de alguns personagens. Em minha opinião, esse extra deveria ter ficado nas últimas páginas do livro, ou até na contracapa final. Após ler o livro, vale a pena conferir a genealogia das famílias e a ligações de personagens de “As peças infernais” com outros de “Instrumentos mortais”.
 

Com uma narrativa dinâmica e um enredo de tirar o fôlego, Cassandra Clare fez de “Princesa Mecânica” o desfecho perfeito para uma das melhores séries que já li. Sentirei falta de Will, Tessa e Jem, mas sei que ainda terei Jace, Clare e Simon por mais algum tempo.  Se você ainda não leu “As peças infernais”, corra! Por que essa é uma leitura obrigatória. 



Título: Princesa Mecânica
Série: As Peças Infernais
Autora: Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Páginas: 430

Você pode gostar disso

1 comentários

  1. Oie :)

    Eu estou lendo Cidade das Cinzas e estou meio decepcionado. A escrita da autora apesar de gostosa está me cansando... Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!

Sinta-se em casa e se gostar do post, não esqueça de comentar.

Beijos!

Último vídeo

Assista também: