Livros

Niki leu: Amante Finalmente

22:39

Sinopse: Qhuinn está acostumado à solidão. Repudiado por sua linhagem e evitado pela aristocracia, ele finalmente encontrou uma identidade como um dos lutadores mais brutais na guerra contra a Sociedade Redutora. Mas sua vida não está completa. Mesmo que a perspectiva de ter uma família esteja ao seu alcance, ele está vazio por dentro, com o coração entregue a outra pessoa....

Blay, depois de anos de amor não correspondido, acredita já ter superado Qhuinn. E já era hora: o homem parece ter encontrado o seu par ideal em uma fêmea Escolhida, e eles terão um filho, exatamente como Qhuinn sempre quis. O destino parece ter levado a vida desses vampiros soldados em direções diferentes...

Mas a batalha pela liderança da raça se intensifica, e os novos jogadores na cena de Caldwell estão criando um perigo mortal para a Irmandade. Qhuinn finalmente descobre a verdadeira definição de coragem, e os dois corações que estão destinados a ficar juntos... finalmente se tornam um.


Devo dizer que a Irmandade da Adaga Negra é a minha segunda série de livros favorita e, desde Harry Potter, nunca ansiei tanto por um livro como foi por Amante Finalmente.

A história de Blay e Qhuinn! Quero dizer, além de ser um marco pelo fato de os protagonistas de um romance serem dois homens, eu adoro os dois. Desse modo, lá fui eu, empolgada, mãos tremendo e coração disparado para começar a leitura.

Minhas expectativas eram máximas e eu me entreguei sem reservas. O problema? Foi que me decepcionei.

Em vez de um casal protagonistas nos qual o livro é centrado, temos quatro protagonistas (Qhuinn, Assail, Xcor e Trez) que na verdade passam a ser sentidos como coadjuvantes em um cenário em que as grandes estrelas são os conflitos políticos.

Para se ter uma ideia em números, o livro tem 679 páginas. Em apenas 120 páginas vemos interação entre Blay e Qhuinn, isso não chega a 18% do livro! E por “interação” eu já estou contando momentos de luta ou mesmo um olhar, sem nem precisar tocar ou falar, e olha que já incluí as lembranças nesse número.

É claro que a série continua muito bem escrita e as (poucas) cenas entre os dois são de tirar o fôlego, mas a sensação que o livro me passou? Pareceu um spin off para melhor explicar o ambiente político da série já servindo de prólogo para algo que ainda vai acontecer.

Temos muita ação (das quais pulei algumas páginas) e picuinha de gente poderosa, mas faltou o romance que se espera de um romance!

Mas vamos à história, que apesar desses probleminhas ainda é muito boa. Desde o início da série passamos a conhecer Blay e Qhuinn e vimos sua relação mudar de melhores amigos para “conhecidos que compartilham uma tensão sexual reprimida”.

Em Amante Finalmente, as coisas entre os dois estão longe do feliz para sempre. Blay está namorando um cara legal o e Qhuinn acaba de propositalmente engravidar uma amiga pelo desejo de ser pai.

A atmosfera entre os dois é desconfortável, principalmente para Qhuinn que vê o homem que ama seguir com sua vida e não faz nada. Porém, após correr um grande risco de vida ele passa a buscar o que quer e, mesmo que seja da maneira errada, finalmente cede e revela que deseja Blay. Após algum deslizes ambos passam a viver uma complicada e secreta relação.

Mas Blay, sendo o cara mais incrível do mundo que é, não aceita isso, ele é forte, corajoso, verdadeiro e não suporta ser um segredo e nem estar com alguém que não conhece a si mesmo. E é a partir daí que vemos a luta de Qhuinn para ser merecedor de um cara tão maravilhoso.

Por muitos momentos, pode-se ter raiva de Qhuinn por sua covardia e negação, mas ao decorrer do livro descobrimos mais sobre a sua criação e passamos a entender sua resistência a assumir o que sente.

Agora, se tem algo que J. R. Ward pode escrever são finais incríveis que te deixam com aquela sensação de coração aquecido e esperança para toda uma vida e é assim com Amante Finalmente, com direito a smokings, pais incríveis, declarações e tudo o mais ao som de Journey, o livro termina de um jeito lindo que te faz ficar menos brava por não ter tido o romance de arrebatar corações que tinha idealizado.


Título: Amante Finalmente
Autora: J. R. Ward
Editora: Universo dos Livros
Páginas: 679

Você pode gostar disso

1 comentários

Obrigada pela visita!

Sinta-se em casa e se gostar do post, não esqueça de comentar.

Beijos!

Último vídeo

Assista também: