Livros

[Resenha] Todo Dia

19:36



Sinopse: Neste novo romance, David Levithan leva a criatividade a outro patamar. Seu protagonista, A, acorda todo dia em um corpo diferente. Não importa o lugar, o gênero ou a personalidade, A precisa se adaptar ao novo corpo, mesmo que só por um dia. Depois de 16 anos vivendo assim, A já aprendeu a seguir as próprias regras: nunca interferir, nem se envolver. Até que uma manhã acorda no corpo de Justin e conhece sua namorada, Rhiannon. A partir desse momento, todas as suas prioridades mudam, e, conforme se envolvem mais, lutando para se reencontrar a cada 24 horas, A e Rhiannon precisam questionar tudo em nome do amor.







Estou simplesmente encantada por esse livro. Confesso que em um primeiro momento a premissa não me chamou muita atenção. Um personagem que acorda todos os dias em um corpo diferente tem tudo para fazer parte de uma trama confusa. Mas David Levithan mostrou ser um mestre ao desenvolver um personagem sem nome e sem corpo capaz de nos conquistar durante um enredo delicioso.

Nosso protagonista não tem corpo e identidade, apenas uma personalidade e se autodenomina “A”. A cada dia “A” assume o corpo de outra pessoa, nos mostrando seu ponto de vista sobre cada “hospedeiro” e contando um pouco sobre a vida do corpo atual. É sem duvida a primeira vez que leio um livro com tantos personagens (Muitos mesmo!) sem me sentir confusa ou ter a sensação de conhecê-los superficialmente. O autor nos insere todos os dias na vida de alguém diferente e nos mostra o presente, passado e futuro desse alguém. 

Mas ao mesmo tempo em que conhecemos personagens diferentes, estamos acompanhando “A”, percebendo sua personalidade e conhecendo sua história. “A” nos conquista e nos vemos torcendo por alguém sem rosto, nos conectamos ao personagem e compreendemos sua personalidade.

O romance com Rhiannon foi bem desenvolvido em diversos aspectos desde o momento em que ela descobre a verdade sobre A até o inicio da relação entre os dois. É possível perceber que Rhiannon não se apaixona por um corpo, mas sim por uma personalidade e assim, a cada novo corpo, ela tem uma reação diferente e cada dia o romance entre dois toma rumos diferentes de acordo com o corpo em que “A” está. 

A narrativa rápida e envolvente nos faz perder a noção do tempo. Vamos virando páginas e páginas, nos surpreendendo a cada capitulo, rindo, chorando, suspirando até o livro finalmente acabar.

“Todo dia” é um dos livros mais geniais que li e sem dúvida irá surpreender a todos. Uma leitura divertida, deliciosa e diferente que vale a pena passar na frente de qualquer livro da sua lista de leituras.



Título: Todo Dia
Autor: David Levithan
Editora: Galera Record
Páginas: 280

Você pode gostar disso

4 comentários

  1. Oi.
    Eu acabei de ler esse livro, e gostei, mas senti falta de mais coisas: respostas, explicações.

    Beijos
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  2. Oi Paty, sim, realmente o autor não da maiores explicações, mas não cheguei a sentir falta disso, acho que o foco era o romance hehe

    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Ainda não li esse livro
    Vou torcer para ganhar ele de aniversário :~~
    Adorei a resenha!!!!!!
    Fiquei ainda mais curiosa!!!

    ResponderExcluir
  4. Adorei a temática de Todod Dia, totalmente inusitada. Acho q poucas pessoas poderiam ter imaginado uma prisão tão diferente como essa q é estar preso ao corpo de pessoas diferentes a cada 24 horas. Bela resenha. Merece sim, ser lido!

    Adriana Medeiros

    minhavelhaestante1.blogspot.com

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!

Sinta-se em casa e se gostar do post, não esqueça de comentar.

Beijos!

Último vídeo

Assista também: