Stephanie leu: A Aprendiz

16:26

Sozinha entre todos os aprendizes do Clã dos Magos, somente Sonea vem de uma classe menos privilegiada. No entanto, ela ganhou aliados poderosos, como Lorde Dannyl, recentemente promovido a Embaixador. Ele terá, agora, de partir para a corte de Elyne, deixando Sonea à mercê dos boatos maliciosos e mentirosos que seus inimigos continuam espalhando... até o Lorde Supremo entrar em cena. Entretanto, o preço do apoio de Akkarin é alto porque, em troca, Sonea deve proteger seus mistérios mais sombrios. Enquanto isso, a ordem que Dannyl está obedecendo, de buscar fatos sobre a longa pesquisa abandonada de Akkarin sobre o conhecimento mágico antigo, o está levando a uma extraordinária jornada, chegando cada vez mais perto de um futuro surpreendente e perigoso.






AVISO: SPOILERS. 

Assim como o primeiro livro da Trilogia do Mago Negro, O Clã dos Magos, esse volume possui um defeito, o qual é suficiente para causar alguma irritação: Se tudo o que for completamente dispensável e cansativo for devidamente separado, ocupará cerca de 200 páginas, facilmente. 

A Trilogia do Mago Negro possui um ótimo enredo. Porém, há uma demasiada demora pra se chegar no ponto crucial e a maior parte das cenas ocorre sem muita ação, o que, para uma aventura baseada em magia, é decepcionante. Deixando isso claro, podemos seguir de modo mais neutro.

Em "A Aprendiz", Sonea passará finalmente a fazer parte do Clã dos Magos, como estudante. Ela enfrentará diversas dificuldades enquanto procura se mostrar uma aluna aplicada. Outros estudantes, pertencentes à nobreza, agirão de modo hostil e o corpo docente praticamente não agirá quanto a isso, não mostrando nem mesmo simpatia por ela. Aí está um outro problema, que é a pouca noção da realidade (quanto ao comportamento humano) que a autora possui. Primeiro, com relação à hostilidade dos colegas de Sonea. As situações são exageradas, ainda mais se levarmos em consideração um Clã de Magos. Pior ainda é a reação (ou a falta dela) do corpo docente composto de seres poderosos e sérios que são os Magos diante de tantos absurdos. 

Voltando ao assunto do que faz a obra cansativa, gostaria de revelar também como a maior parte dela gira em torno disso: Sonea, seus colegas hostis e o corpo docente agindo de modo inaceitável. O que faria brotar toda a ação, e que prefiro não revelar, fica simplesmente num plano de fundo até os últimos momentos. 






Título: A Aprendiz (Trilogia do Mago Negro - Vol. 2)
Autor: Trudi Canavan
Editora: Novo Conceito
Páginas: 544

Você pode gostar disso

4 comentários

  1. Tenho que confessar que demorei para ler o "O Clã dos Magos", justamente pela quantidade de detalhes, foi cansativo e a história demorou para me prender. Não queria criar muita expectativa, mas espero que esse tenha mais ação e que o Dannyl tenha bastante espaço.

    ResponderExcluir
  2. Eu discordo totalmente de você! Tudo o que foi narrado pela autora em relação a Sonea dentro da escola ocorre e não poucas vezes, preconceito social existe, é uma chaga e muita gente faz vista grossa para isso não só nas escolas. Basta ver como os filhos de papais são capazes de queimar índios em paradas de ônibus ou assassinam brutalmente namoradas jogando elas dentro de uma represa.

    Eu sou muito fã dessa trilogia, gosto da Sonea, me identifico com ela e também sou apaixonada pelo estilo da Trudi.

    ResponderExcluir
  3. Não me interessei muito por essa leitura D: Não é um livro que eu leria.
    Beijo,
    Nic

    ResponderExcluir
  4. Deve causar polêmica já que existem tantas opiniões diferentes. Não sei se leria, a não ser se ganhasse '-'

    @esteffanifontes, do blog Aos Dezesseis Anos
    aosdezesseisanos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!

Sinta-se em casa e se gostar do post, não esqueça de comentar.

Beijos!

Último vídeo

Assista também: