Livros

Eu li: Príncipe Sombrio

13:12

Sinopse: Mikhail Dubrinksy é o Príncipe dos Cárpatos, o líder de uma sábia e secreta raça ancestral que vive na noite. Tomado pelo desespero, com medo de nunca encontrar a companheira que iria salvá-lo da escuridão, a alma de Dubrinksy gritava na solidão. Até o dia em que uma bela voz, cheia de luz e amor, chegou a ele, atenuando sua dor e seu anseio. Raven Whitney possui poderes telepáticos e os utiliza na captura dos mais depravados serial-killers. Desde o momento que se conheceram, Raven e Mikhail foram incapazes de resistir ao desejo que faiscava entre eles. Mas forças sombrias tentarão destruir esse frágil amor. E mesmo que sobrevivam, como poderão - cárpato e humano construir um futuro juntos?
Esse é um livro sobre vampiros um pouco diferente do que estou acostumada.  Os Cárpatos são uma raça da natureza, capazes de sentir a terra, vento e os animais e até controla-los. Apesar de beberem sangue, liquido considerado sagrado e fonte de vida, os Cárpatos não praticam violência, não comem carne e não matam os humanos dos quais se alimentam.  Para eles, a pratica do assassinato corrompe a alma e os faz perder o controle de seu “animal” interior, e isso sim, os transforma em vampiros sanguinários e extremamente perigosos. Outro detalhe sobre estas criaturas, é que até encontrarem uma companheira, os Cárpatos não possuem sentido humanos, não veem cores, não sentem cheiros, nem prazer em nada. E isso os ajuda a identificar suas companheiras, só uma verdadeira companheira Cárpato desperta estes sentidos nos homens.
E é assim que a história de Mikhail e Raven. Ele um príncipe Cárpato e ela uma humana com poderes telepáticos. (Sookie e Bill mandaram um beijo). Mas como Raven pode devolver as cores e perfumes para Mikhail se ela é humana e não uma fêmea Cárpato? Essa é grande jogada do livro.

Gostei do livro mais pelos vampiros e pela ação do que pelo romance de Mikhail e Raven. Na minha opinião teve “pegação” de mais e isso me cansa e entedia durante a leitura (gosto é gosto). Mas a trama vampiresca e os mistérios do povo Cárpato me conquistaram e me fizerem ignorar algumas confusões (sim, elas existem).
Outro ponto positivo do livro é a narrativa da autora, feita em terceira pessoa de forma dinâmica. O livro vai passando rapidinho e nos momentos tensos é bem difícil largar.
Para quem gosta de livros do gênero, “Príncipe Sombrio” será perfeito.  Para mim, não foi o melhor do mundo, mas foi bom o suficiente para me fazer desejar ler a continuação.


Título: Príncipe Sombrio
Série: Cárpatos
Autora: Christine Feehan
Editora: Universo dos livros
Páginas: 461

Você pode gostar disso

4 comentários

  1. to looooouca pra ler este livro
    *---------*
    adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  2. Oi, querida. Tudo bem?
    Estou LOUCA pra ler esse livro, muito LOUCA mesmo.
    Vou ver se compro no fim do mês.
    Amei a sua resenha e seu blog, ja estou seguindo <3

    Beijos,
    Marinah Gattuso

    Blog: http://marinahgattuso.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Hum não sou muito fã de vampiros!Logo,não me interessei pelo livro.

    Fabianne

    ResponderExcluir
  4. Já cansei de vampiros!Assim, Príncipe Sombrio não despertou meu interesse.

    Marianna Santos

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!

Sinta-se em casa e se gostar do post, não esqueça de comentar.

Beijos!

Último vídeo

Assista também: