Livros

Para ler: A janela de Overton

15:41

Sinopse: Um plano para destruir a America, há centenas de anos sendo planejado, está prestes a ser colocado em prática. Uma poderosa técnica chamada Overton Window que pode modificar nossas vidas, nossas leis e nosso futuro. Ela funciona manipulando a percepção pública para que nossas ideias pensadas anteriormente pareçam ser radicalmente aceitas. Mude a Janela e mude o debate. Mude o debate e mude o país. Para Noah Gardner, um executivo de Relações Públicas com 20 e poucos anos, é seguro dizer que a teoria política é a única coisa em sua mente. Inteligente, solteiro, bonito e isolado dos problemas do mundo com a riqueza e o poder de seu pai, Noah é muito mais preocupado com o futuro de sua vida social do que o futuro de seu país. Mas tudo isso muda quando Noah encontra Molly Ross, uma mulher que é consumida pelo conhecimento de que a América que conhecemos está prestes a ser perdida para sempre. Ela e seu grupo de patriotas se comprometeram a recordar o passado e lutar por um futuro, mas Noah, convencido de que são apenas teorias de conspiração erradas, não está interessado em emprestar suas habilidades consideráveis para a sua causa. E, então, o mundo muda. Um ataque sem precedentes sobre o solo dos E.U.A. sacode o país para o núcleo e coloca em movimento um plano assustador, décadas sendo formulado, para transformar a America e demonizar todos os que se interpõem no caminho. Em meio ao caos, muitos não sabem a diferença entre a teoria da conspiração e conspiração realidade ou, mais importante, em qual lado lutar. Mas para Noah, a escolha é clara: Expor o plano, revelando os conspiradores por trás dele, é a única maneira de salvar tanto a mulher que ele ama quanto sua liberdade.

Resenha feita por @annielus

Ler e escrever sobre A Janela de Overton envolve muito mais do que folhear as páginas e fazer um breve resumo de um romance com pinceladas intensas das teorias conspiratórias, do processo político americano e de como funcionam as coisas quando se tem o poder de persuasão ao seu lado.

Começando pelo escritor, o livro é a amostra mais clara e ‘significativa’ de um retrato do povo americano. Acredito que nunca li algo tão americano, se é que me faço entender. Não são só as referências históricas ou os cenários. Os personagens são incutidos de uma necessidade de reafirmar a liberdade, assim como de demonstrar quem manda no país, de uma forma que eu nunca havia lido em qualquer outro romance.

Nós temos Molly e Noah (personagens que no início do livro representam campos opostos da opinião americana) no centro de uma narrativa que foca mais no processo de impressionar o leitor e jorrar informações, dados, notícias, teses, siglas...de tal maneira que ficamos atordoados e em alguns momentos confusos, perdendo de vista o quadro geral que é mascarado na história. Aliás, o próprio autor fala sobre isso no posfácio ao explicar como aplica no leitor a teoria da Janela de Overton, comumente utilizada nas relações públicas pelo que se pode perceber.

De repente não há limites que não possam ser ultrapassados. A liberdade americana assim como The American Way of Live são apenas questões utópicas camuflando um Estado que tenta ostentar os tempos de glória mesmo estando em ruínas. Dizer que o autor foi imparcial seria uma piada, ainda mais quando se lê a respeito dele e sua tão apreciada opinião no meio do Tea Party (movimento social e político, conservador, de extrema direita). Mas ele cria questionamentos interessantes e várias situações são verdadeiras.

Além disso fatos, discursos e personagens marcantes durante a história dos Estados Unidos são sempre invocados em meio ao patriotismo característico dos americanos e a sede de poder daqueles que detém a informação. Inclusive o livro mostra que quem tem poder não é quem possui apenas o dinheiro. É aquele que tem a informação e sabe manipulá-la de maneira a prover maiores lucros. As próprias teorias conspiratórias levantadas, os grupos que lutam pela supremacia da Constituição em 'suas várias interpretações' (variando entre os interesses desses grupos).

Um bom livro. Não me assusta ter se tornado um best-seller nos Estados Unidos. Ele veio num período onde o país sofre crises econômicas, onde temos um presidente negro no comando da Casa Branca, onde as guerras estão desgastadas e os motivos..bem, esses foram esquecidos a muito tempo. É um livro que vem questionando os americanos sobre os rumos que o país tem tomado e principalmente ressurgindo com o slogan clichê de ‘qual a América vocês querem deixar para seus filhos e netos?’

Você pode gostar disso

7 comentários

  1. Parece ser um livro meio complicadinho de ler para quem não esta por dentro da estoria dos EUA. Não seria minha primeira opção de leitura mas dica anotada.

    Parabéns pela resenha, beijos

    ResponderExcluir
  2. Gostei mt da resenha! Realmente parece um pouco complicadinho, mas muito bom! Beijos

    ResponderExcluir
  3. É aquela discussão que tivemos: manipulação fácil de grandes massas.
    Não acho que, sendo a história tão voltada aos EUA, seja interessante para nós algo além da teoria da Janela. Só encheção de linguiça.
    Ótima resenha, Ana.

    @rafaschiabel
    http://lembradaquelahistoria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. O livro parece ser bastante interessante para quem gosta de ler sobre teorias de conspirações e principalmente sobre o EUA. Mas confesso que não me chamou atençãoo, acho que por ser uma linguagem que exija mais de você na hora da leitura. Obrigada pela ótima resenha, beeijos!

    ResponderExcluir
  5. Ficou excelente a resenha Annie! Parabéns!

    ResponderExcluir
  6. Quero muito ler esse livro, adoro esses livros de conspiração e eu quero também o kit.

    Bjs

    ResponderExcluir
  7. Esse livro parece ser muito bom, mas confesso que perdi um pouco a vontade de lê-lo. Toda essa história voltada para os EUA me pareceu bem clichê, e dps de ver Capitão América nos cinemas, desisti de entender o modo patriota dos americanos pensarem! ahauhau

    Beijokas

    Pah, Livros & Fuxicos

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!

Sinta-se em casa e se gostar do post, não esqueça de comentar.

Beijos!

Último vídeo

Assista também: